09 de setembro de 2014

Aécio diz que Marina também 'dissemina inverdades'

Em terceiro lugar nas pesquisas de intenção de voto, o candidato à Presidência da República, Aécio Neves (PSDB), subiu o tom contra a presidenciável Marina Silva (PSB) nesta terça-feira. Ele acusou a socialista de disseminar inverdades. "Acho muito curioso a Marina se sentir horrorizada e ofendida porque algumas pessoas disseram a ela que o PT estava disseminando uma inverdade de que ela acabaria com o programa Bolsa Família e com outros programas de transferência de renda se ela vencesse as eleições", provocou o tucano. "Quero saber onde estava a Marina quando o PT dela fazia isso conosco. Isso é uma prática costumeira do PT e da própria Marina", atacou Aécio.

Aécio tem repetido que Marina representa o PT 2. "Ela está sendo fiel às suas origens. É legítimo que o povo saiba que a eleição da Marina significa o retorno de boa parte do PT ao governo. Ela vai governar com as suas origens e não conosco, que somos oposição a ela. Cada vez fica mais clara a proximidade entre as duas candidaturas (Marina e Dilma Rousseff). Seja pelo perfil de serem duas ministras do PT, ambas sem experiência administrativa, e ambas, pelo que parece, muito leais às suas origens porque, sempre que podem, fazem loas ao ex-presidente Lula."

Desde que perdeu para Marina a segunda colocação nos levantamentos de intenção de votos, Aécio passou a apostar no eleitor anti-PT, apontando semelhanças entre a socialista e a presidente Dilma Rousseff. Apesar dos ataques, indagado se essa estratégia e as críticas cada vez mais contundentes não inviabilizariam um apoio de Marina à sua candidatura em um eventual segundo turno, Aécio respondeu: "Não, acho que não". 

Imagens:
Aécio Neves

09 de setembro de 2014
Foto: Zuhair Mohamad